Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma divorciada

Diário de uma divorciada

15.Jul.08

Cidade

AL
  Da minha janela vejo uma história aos quadradinhos, nas traseiras dos prédios que ficam voltados para o meu: Um casal de homossexuais que tem um frigorífico amarelo; Uma mulher solitária que passa o tempo a espreitar pelas cortinas; A casa do rés-do-chão, onde cães e gatos coabitam, indiferentes uns aos outros; A roupa do rebento do casal jovem a crescer no estendal; A palmeira que já chega à varanda do segundo andar; A adolescente rebelde que fuma às escondidas; As luzes (...)
13.Jun.08

Cogitações

AL
  Isto hoje está calminho, não se passa nada. Está sol, é feriado em Lisboa e aqui por Sintra há muitos serviços fechados. O fim-de-semana, vou passá-lo a estudar. É praia que eu não aproveito mas tal como digo à minha filha, não se pode ter tudo… ao mesmo tempo. É bom ter um objectivo; é bom ter este objectivo. O curso sempre foi algo que eu quis muito e dá-me imenso prazer ir cumprindo as etapas: desde o stress da preparação para os exames até à euforia da (...)
15.Abr.08

Estranha forma de amar

AL
Só hoje me perguntaste se sou livre para te amar. Liberdade… liberdade é amar-te pelo que és e pelo que não és. Como não chegas, também não partes; como não estás, não podes nunca ausentar-te. E no entanto estás sempre presente: na ausência, na espera, no desespero… na calma dos dias vazios, na lucidez das noites perfeitas que se perpetuam no tempo, nas memórias do que passou e do que está a caminho… Nua, cavalgo a galope pelas cinzas do tempo. Cabelos (...)
18.Fev.08

Eu, aprendiz

AL
- É difícil viver sem um relacionamento amoroso? - É uma questão de hábito. Mais difícil do que viver sem um relacionamento amoroso é resistir a relacionamentos-remendo. - E o que são relacionamentos-remendo? - São aqueles relacionamentos que as pessoas aceitam apenas para não estarem sós. - Depois de uma ou mais relações fracassadas, deixa-se de acreditar no amor romântico? - Não necessariamente; desde que se compreenda que nem as relações nem as pessoas são iguais… (...)
04.Dez.07

Um Cheirinho a Natal

AL
Muitas casas da cidade grande e arredores ficam mais habitadas nesta altura do ano. Faça frio ou chuva, as mães lá da terra, vestidas com as suas batas de cerimónia, vêm abrir as janelas, logo de manhã, para arejar as casas.   As mães provincianas já estão quase todas viúvas. Os seus homens reinaram sobre elas até à morte deixando no seu lugar a solidão e o vazio. Já lá vão os tempos em que o Natal cheirava a filhoses e a lenha queimada. A casa grande está agora fechada (...)
20.Nov.07

Invernando

AL
Ontem comprei um saco de água quente para a cama do meu gato com o formato de um peixe. Fiquei a pensar: será que não vendem por aí algum género de boneco térmico tamanho gigante, tipo um urso de pijama ou coisa assim!?… é que as noites estão a ficar tãããão frias!!
05.Nov.07

O Comboio do Tempo

AL
A luz do luar entra timidamente pelo estore entreaberto. Lá fora ouço vozes e música alta vinda de um carro que corre apressado. A vida revela-se na noite. Noite de ilusões, de sonhos efémeros, de lágrimas e risos, de gentes que acreditam que as promessas se cumprem de sentidos despertos. Eu aqui, jazo neste quarto povoado pelos fantasmas do passado e do futuro que me atormentam mais e mais enquanto o sono não chega. Contenho a respiração e franzo a testa ao ouvir esses sons reais (...)
22.Out.07

Não há Solidão na Amizade

AL
Fim de semana de Outono. Ainda há quem dê um mergulho no mar e apanhe banhos de sol. Sentada na esplanada em frente à praia, fico ali a ver quem passa. O jornal pousado sobre a mesa. A minha cabeça está longe, o meu corpo está a regressar a si após um projecto de amor interrompido. Não me apetece que me dirijam a palavra, não me apetece que falem comigo, não me apetece estar com ninguém. Só eu e os meus pensamentos vagos, marcados por uma saudade, uma espécie de nostalgia que (...)
25.Set.07

Amizade e Amor

AL
Amizade ou amor: qual o mais seguro, o que melhor resiste às intempéries da existência? Há quem diga que é a amizade, porque na amizade somos mais autênticos, não nos esforçamos para agradar e não temos medo de ser abandonados. Algumas vezes, porém, as amizades também nos desiludem e atingem quando se esfumam no tempo espalhando as suas cinzas pelas próximas pessoas que hão-de vir. Esta noite velei a tua alma, chorei o pranto desesperado da viúva e enterrei viva a tua (...)
11.Set.07

Sozinha e Feliz

AL
O estado civil é um estado que não conta para a nossa realização ou não realização. O estado de espírito, esse sim é importante: o estado de espírito com que encaramos o nosso dia a dia, o estado de espírito com que enfrentamos os novos desafios, enfim, o estado de espírito que decidimos adoptar para sermos nós próprios, quiçá, muitas vezes, pela primeira vez, podermos ser donos e senhores do nosso destino. A família é um estatuto hoje em dia muito flexível e um lar pode (...)