Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma divorciada

Diário de uma divorciada

15.Abr.08

Estranha forma de amar

AL
Só hoje me perguntaste se sou livre para te amar. Liberdade… liberdade é amar-te pelo que és e pelo que não és. Como não chegas, também não partes; como não estás, não podes nunca ausentar-te. E no entanto estás sempre presente: na ausência, na espera, no desespero… na calma dos dias vazios, na lucidez das noites perfeitas que se perpetuam no tempo, nas memórias do que passou e do que está a caminho… Nua, cavalgo a galope pelas cinzas do tempo. Cabelos (...)
11.Abr.08

Sondagem

AL
Quando se fala em emancipação feminina vêm-nos logo à ideia o quadro de mulheres bem sucedidas que já não precisam de submeter-se a uniões insatisfatórias apenas por não terem meios económicos para se sustentarem.Algumas coisas mudaram nesse sentido, mas há uma realidade social crescente que não é muito valorizada: o facto de existirem muitas famílias monoparentais predominantemente encabeçadas por mulheres.Somos independentes, conseguimos avançar alguns passos, mas (...)
08.Abr.08

Choque de gerações?

AL
Esta manhã fui deixar a minha filha à escola como faço todos os dias. Enquanto vai pondo a mochila às costas, sussurra-me ela, cheia de entusiasmo: - Olha o giraço! Olha o giraço! Eu, a olhar para todos os lados, feita barata tonta: - Giraço!? Onde? - Aqui neste carro azul. Disfarça... - Baaah! É biguduço! - Não é esse! É o que está sentado ao lado! Ahahah Olho melhor e apercebo-me de um rapazote com os seus onze aninhos que mal chegava a meio do assento. - Ah, esse!! É (...)
02.Abr.08

Maus negócios

AL
Resolvi fazer um balanço de todos os meus relacionamentos amorosos passados e depois de muito esforço ocular e técnicas de concentração para não adormecer, uma vez mais, sobre tão pertinente assunto, cheguei a uma conclusão, no mínimo, contraditória. Passo a explicar: Sabendo eu (como mulher moderna e esclarecida que obviamente sou) que uma pessoa se torna cada vez mais exigente à medida que o tempo avança e que essa exigência se transformará, a médio ou longo prazo, numa (...)
31.Mar.08

Monólogo de Sábado à noite

AL
- Levanta-me o rabo desse sofá e vai divertir-te! - Hmmm… Deixa-me cá pensar: A Sara está de namorado novo, a Rute foi passar o fim de semana fora, o Vasco diz que ia a um concerto… Estou sozinha no mundo! Johnny!! (o Johnny está a dormir em cima do coelho de peluche) - Até tu, seu traidor!? (até o gato já se apercebeu que o mundo é todo aos pares...) - E cinema? Podias ver o que está em cartaz… - A esta hora? Vou adormecer a meio do filme. - E que tal (...)
28.Mar.08

A arte de dissuadir

AL
NO TRABALHO… (malditas calças de cintura descaída) -  hmmm… Oh Ana, cuequinhas vermelhas!? Hehehe… - São do Snoopy. ….. APÓS UM JANTAR… (por vezes bem que precisava de lentes e com graduação máxima) - Porque não vens passar a noite a minha casa? É tarde… - Não posso. Esqueci-me da caixa das lentes de contacto e já estou muito incomodada por estar a usá-las há tanto tempo. Desculpa, mas tenho que ir. …. NO MESSENGER… (...)
26.Fev.08

Divórcio: Litigioso ou Amigável?

AL
Obviamente, somos todos civilizados e todos preferimos resolver os nossos problemas de forma pacífica. Acontece que quando se trata de um divórcio, a questão prende-se mais com a urgência de ver tudo resolvido do que com o civismo propriamente dito, pelo que é preciso usar da cautela, sobretudo quando há filhos em jogo.   Deixo aqui uma advertência especial às mulheres (já que são elas que, por norma, ficam com o poder paternal): cuidado com aquilo que assinam!   Os pontos (...)
22.Fev.08

Distracções

AL
Ia eu, toda esbaforida, a sair do Centro de Saúde quando me cruzo com um gentil cavalheiro (e giro, por sinal!) que se afasta, no passeio, para me dar passagem. E eu a avançar, toda decidida, que o dia estava quase no fim e urgia voltar ao trabalho. Mal acabo de passar, ouço, num tom irónico: “- Obrigada!?” Olho para trás e vejo o indignadíssimo homem especado a olhar para mim (foi quando reparei que era giro! ehe). Senti-me, de facto, envergonhadíssima e, na altura, (...)
18.Fev.08

Eu, aprendiz

AL
- É difícil viver sem um relacionamento amoroso? - É uma questão de hábito. Mais difícil do que viver sem um relacionamento amoroso é resistir a relacionamentos-remendo. - E o que são relacionamentos-remendo? - São aqueles relacionamentos que as pessoas aceitam apenas para não estarem sós. - Depois de uma ou mais relações fracassadas, deixa-se de acreditar no amor romântico? - Não necessariamente; desde que se compreenda que nem as relações nem as pessoas são iguais… (...)
15.Fev.08

Sic Estratégia: O novo canal de televisão?

AL
Para quem assistiu ontem à noite ao jornal da SIC à espera de ver uma reportagem acerca do  “Diário de uma divorciada”, certamente ficou desapontado. Na verdade, não só não passou qualquer reportagem como não houve sequer uma única palavra acerca do assunto. Já alguma vez se sentiram ridicularizados? Pois devo dizer-vos que a sensação não é muito agradável. Então estou eu aqui no meu cantinho (embora, curiosamente, com o blog em destaque na homepage do sapo), (...)