Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma divorciada

Diário de uma divorciada

09.Jun.08

Anda tudo a bater mal da bola...

 

Aviso já que esta problemática nada tem a ver com o divórcio, mas este tema é daqueles tão actuais, tão actuais, que por muito que se tente ignorar, não se consegue.
Alguém que me explique o raio da agitação que para aí vai por causa do futebol!? Uma pessoa liga a televisão para ver as notícias e é só futebol; vai-se à net e toma, mais futebol; no café, no trabalho, no Banco, o tema é a vitória de Portugal… no futebol (até no Diário de uma divorciada já se fala de futebol).
Eh pá, tudo bem. Eu não gosto de futebol, mas não tenho raiva a quem gosta; vivo e deixo viver. Só acho esta onda de patriotismo perfeitamente exagerada por causa de um motivo tão fútil.
É claro que, apesar de não gostar de futebol, agrada-me saber que Portugal vence, mas daí a pendurar bandeiras em todo o lado!? Ainda se eu estivesse num país estrangeiro e a equipa portuguesa viesse jogar cá, ainda vá que não vá, mas caramba, eu estou em Portugal, sou portuguesa. Qual é a dúvida?
Quanto aos emigrantes, acho bem que se mostrem, que se manifestem para todos saberem que há imensos portugueses na Suiça, mas dai a manterem-se horas à espera de ver passar o autocarro com os jogadores só para ficarem, durante uns segundos, a uns metros dele (porque as barreiras dos seguranças não deixavam avançar ninguém) e ainda por cima, com os vidros fumados!? Vê-los ficar ali horas mascarados de portugueses e ainda ter que assistir a uma jornalista com a pergunta tão repetitiva como imbecil de “o que é que sentiu por estar a tão curta distância dos jogadores?”. Desculpem lá mas cenas como esta deixam-me completamente constrangida por ser portuguesa!
E se é para arranjar um bode expiatório, então a culpa é dos media que alimentam estes fanatismos. Valia mais irem à procura de portugueses que se destacam por esse mundo fora em áreas muito mais importantes e relevantes para a humanidade tais  como, medicina, engenharia ou qualquer outra em que haja portugueses a inovar e a marcar pontos em vez de golos. Isso sim é que era assunto digno de orgulho patriótico! Agora contribuírem para endeusar o Cristiano Ronaldo, só porque o puto é bom a chutar a bola!? para quê!? Para um miúdo que, se calhar mal sabe ler e escrever, encher a conta bancária com mais uns milhões enquanto há portugueses a dormir nas ruas e a morrer à fome?
Há vida na terra ou está tudo com o raciocínio lógico bloqueado por causa da religião futebolística?
 
 

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/2