Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma divorciada

Diário de uma divorciada

23.Abr.08

Step caseiro

Há coisas com que aprendemos a lidar e a conviver. Com um pouco de treino e autodisciplina, até uma necessidade se pode transformar em oportunidade.
As vezes que eu me lamentei por não poder já contar com a empregada para me ajudar nas lides domésticas (ainda por cima sou alérgica ao pó).
Pois bem, há já mais de um ano que não ponho os pés no ginásio e não é por isso que deixo de manter-me em forma. Como? Resolvi arranjar uma banda sonora um pouco diferente da de antigamente, sempre que tinha que tratar da casa, que era mais ou menos assim: “estou-farta-disto-e-porque-é-que-nunca-mais-sou-rica…”. Agora a música é outra: ligo a aparelhagem e limpo, e esfrego, e passo a ferro e escovo os casacos (e o gato) e tudo e tudo, até transpirar. É o meu step caseiro e olhem que funciona! No fim, um banho de imersão e uns cremes e fico como nova.
Para o espírito, e porque nem sempre é possível a escapadinha do fim-de-semana nem a meia hora diária de meditação, sirvo-me do tempo. O tempo anda sempre a correr à minha frente e eu atrás dele. Ele é sair a correr, ir às compras a correr, trabalhar a correr, comer qualquer coisa a correr, ver as notícias a correr, atender o telefone a correr e até dormir a correr…
Volta, Verão. Estás perdoado!

13 comentários

Comentar post