Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma divorciada

Diário de uma divorciada

11.Mar.08

Testemunhos: XI

- Como e porquê chegaram ao divórcio  
Em primeiro lugar, há que dizer que não foi bem um divórcio, e só não foi porque também não houve casamento de papel passado, mas houve 17 anos de convivência comum; de projectos feitos a dois, depois a três e, finalmente, a 4 (da nossa relação nasceram 2 filhos!). As dificuldades económicas; os projectos de vida, que até aí sempre tinham sido feitos em conjunto, feitos unilateralmente; 1 ano sem trabalho; incompreensões familiares, deram origem à nossa separação.
 
- Quais as principais dificuldades encontradas no período pós-divórcio
Enfrentar o mundo. E aqui cabe tudo, desde encarar a família, os amigos, os vizinhos... até o simples gesto de ir ao quintal estender a roupa, eu evitava! Como é que ia conseguir seguir com a minha vida e a dos meus filhos, sozinha, se desde os 17 anos fazia isso com ele?
 
- Como se sentem hoje
Mais "consolidados", ele já formou nova família e eu vou ainda tentando gerir a minha vida; com muitos períodos de solidão, difíceis, às vezes, insuportáveis; tentando que os meninos sofram o menos possível e sintam o menos possível as ausências.
 
- Como encaram o futuro
Com muita esperança e confiança. Acredito que encontrarei "aquela" pessoa que gostará tanto de mim como dos meus filhos; acredito que eu e o pai dos meninos, vamos conseguir criar os nossos filhos da melhor forma. Muito embora, tenha momentos que ainda me custe acreditar que aquela linda história de amor acabou, acredito que ainda seremos todos muito felizes! Aliás, porque bem merecemos!
"Susana"

3 comentários

Comentar post