Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma divorciada

Diário de uma divorciada

16.Nov.07

Mais Vale Só...

Palpita-me que descobri a razão pela qual o meu último namorado se afastou. O homem tinha a irritante mania de desconfiar de mim. Desconfiava por tudo e por nada. Queria sempre saber onde é que eu estava e com quem, a que horas chegava a casa (“quando chegares, dá-me um toque para o telemóvel para eu não ficar preocupado” – pois, pois!).
É pá, se há coisa que me incomodam é que andem a investigar-me a existência ou que desconfiem de mim, e desde sempre me mostrei desconfortável com o seu hábito de tentar controlar-me, advertindo-o que aquela sua estúpida mania iria acabar com a relação, mas ele preferia ignorar as minhas queixas e lá continuava.
A pior que o dito me fez foi “cuscar-me” as chamadas no telemóvel. Ah, não meu menino!! Isso já é um abuso dos grandes!!... E eis que, a partir desse momento, decidi deixar-me de conversas e passar aos actos. Fiz o seguinte: na agenda telefónica, associado ao seu número, escrevi “namorado 1” e legendei o número de um grande amigo meu (que por acaso até é gay, mas ele não sabia)  como “namorado 2” (toma!!). Deve ter sido aí que o senhor resolveu pôr-se a milhas, imagino que a pensar que as suas suspeitas tinham fundamentos e que eu era, realmente, uma grande cabra! Acertaste, queridinho! Para a próxima arranja uma já domesticada!!:p
Ufffff!!! De volta à liberdade (parte 2 e meia)...

20 comentários

Comentar post

Pág. 1/2