Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma divorciada

Diário de uma divorciada

02.Nov.07

Janela Aberta à Vida

Estive a remexer na minha caixa de recordações: uma concha, um postal, uma fotografia… retalhos de mim. A vida avança como num filme. Olho para trás e de quando em vez detenho-me numa ou outra imagem para voltar a sentir novamente os cheiros e os sons, as palavras e o silêncio que se escondem em cada um daqueles objectos, todos com uma história para contar.
Gosto de guardar recordações; gosto de fechá-las naquela caixinha como se aprisionasse nela fragmentos do tempo que hoje me provocam sorrisos, porque só guardo o que é bom e os momentos perfeitos são sempre pequenos quando acontecem. Às vezes acenam-me de longe e eu não sei se o fazem a partir do passado ou do futuro que há-de vir. Sei apenas que os reconheço e isso me basta para poder seguir em frente todos os dias, um dia de cada vez.
A vida é um misto de memórias, sonhos e expectativas. Abro a janela e deixo entrar a luz. Sinto-me feliz!

12 comentários

Comentar post

Pág. 1/2