Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma divorciada

Diário de uma divorciada

26.Set.07

Pesquisar Pessoas

Na Net nada se perde, tudo se encontra. Especialmente pessoas.
Falemos, pois, de pessoas. Gente. Seres pensantes.
A oferta é vastíssima: ele há gente solteira, nova, velha, casada, mal casada, divorciada, à procura de novos horizontes, gays, aventureiros, tarados… gente que se diverte inventando personagens, pessoas sérias à procura de uma porta aberta para o futuro, enfim… um sem número de hipotéticas escolhas à distância de apenas uns cliques.  Há lugar para todos, até para os que não sabem escrever na própria língua materna (à semelhança dos imigrantes clandestinos – Desculpem a politiquice da “piada”!! )
Antigamente eram os anúncios nas revistas femininas e as agências matrimoniais, hoje são os sites de encontros e de amizade. Nestes últimos pode escolher-se a cor dos olhos e cabelo, a altura, a profissão, a idade, o estado civil, as preferências sexuais, etc. – O que, convenhamos, é muito mais prático e absurdamente mais fácil.
Estamos na era do deslumbramento virtual, onde se compôem  verdadeiros retratos-robôs, personagens à medida dos nossos ensejos; a era em que os sonhos saltam para o mundo paralelo e lá tomam a forma desejada (quem é que não conhece ou não ouviu já falar, por exemplo, do site “Second Life”?)
A questão é: que vantagens e desvantagens para nós, mulheres e homens modernos em ter um mundo tão vasto à nossa inteira disposição?
Vantagens :
1ª) contactar com pessoas que de outra forma, por circunstâncias várias, dificilmente se iriam cruzar no nosso caminho.
2ª) Apercebermo-nos do pensamento social geral ao confrontarmo-nos com ideias convergentes das nossas, o que vai permitir-nos alargar horizontes e tornar-nos mais conscientes da nossa própria identidade.
Já as desvantagens (a que eu preferiria chamar riscos) também as há:
1ª) Idealizar-se demais o outro (um Deus pode revelar-se um totó)
2ª) A concorrência é grande; geralmente uma pessoa “batida” nestas andanças atinge um nível de pensamento rebelde, que foge completamente ao convencionado, do género: onde se encontrou aquela pessoa, encontram-se muitas outras, basta apenas um pouco mais de persistência. Ou seja, as pessoas tornam-se descartáveis, assim como as relações (porra! Isto assusta!).
3º) Nas relações humanas, reais, reconhecemos os outros  especialmente pelo seu carácter. Já no mundo virtual, a personalidade é, não raras vezes, uma coisa muito relativa.
Posto isto, cabe a cada um decidir a forma de explorar este “admirável mundo novo” . . E cada um é que sabe.

5 comentários

Comentar post