Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma divorciada

Desencaixotar a vida

A nova casa é praticamente perfeita. As suas duas frentes estratégicas parecem representar os dois estados de alma com que ora me ligo à terra, ora me lanço num voo contínuo às minhas memórias. Escolhi o branco e os espelhos para decorar quase todos os seus aposentos. Apenas o quarto pequeno com vista para o mar permanece nas sombras com a minha colecção de cactos todos enfileirados no parapeito da varanda. De espinhos afiados que parecem desafiar a paz que constantemente procuro perto do teu sorriso. Na prateleira à direita da minha mesa de trabalho, emoldurada a azul, uma das fotos que tiramos ao por do sol nas nossas últimas férias, na Martinica. Após admirá-la uns segundos, fecho os olhos e vêem-me à memória os perfumes e sons do Caribe, a brisa morna agitando suavemente os coqueiros e novamente o teu sorriso. Um sorriso que por mais que tente esconder, encaixotar no sótão da nova casa, teima sempre e sempre em ser o mar a perder de vista ou alguns espinhos dos cactos que insistem em não seguir a ordem do seu crescimento natural, solidários com a minha realidade.
Por vezes surpreendes-me na noite, quando sinto o frio dos lençóis cobrir a nudez da minha pele; sonho que ainda estás ali a meu lado e amanheço com o suave sabor da eternidade da tua presença. Outras vezes, é a chuva que compõe a melodia da tua lembrança num compasso divino que me faz viajar até aquele momento perfeito em que pegaste na minha mão e a encostaste ao teu peito para que sentisse o teu coração. Mas é na sala cheia de sol que costumo encontrar-te. Cada recanto deste meu recomeço está banhado por essa mesma luz com que me contemplas todas as manhãs ao acordar; é aqui que me refugio quando me faltam as forças necessárias para continuar e é aqui que o meu futuro deixa de ser uma estrela num infinito impossível de alcançar e se transforma na tua voz quente e terna transportada pelo regresso da doçura das tuas palavras sempre que comparavas o nosso amor ao mais belo jardim do mundo.
A cor branca e os espelhos encaixam-se perfeitamente neste meu cenário construído à tua medida, tal como se encaixavam os nossos corpos cada vez que o desejo se transformava num Íman a querer unir as nossas almas. É a partir desta sala ensolarada que te partilho com o mundo de cada vez que tranco a porta da nova casa para iniciar mais um dia de trabalho e te levo bem juntinho ao meu coração. Escondido, como se não tivesse importância nenhuma o facto de escancarares todas as janelas e portas da minha existência para reavivar a certeza do nosso reencontro.
Ao mudar de casa julguei conseguir esquecer o que era mesmo importante. E importante é reconhecer que a nossa vida é um puzzle gigante com uma peça central à espera que coloquemos as mais pequenas à volta. A partir do momento em que conseguimos descobrir a nossa peça central, construir o restante puzzle torna-se uma brincadeira de crianças. Crianças essas que, para mim, serão as peças mais pequeninas que encherão de vida e cor esta nova casa para complementar o branco e os espelhos do teu sorriso. É por isso que persisto no optimismo desta minha jornada usando a força da tua lembrança para prosseguir. E é também por isso que, de vez em quando, subo ao sótão para desencaixotar a tua vontade de me ver caminhar sempre em frente, ignorando, talvez, que em frente é o caminho certo que percorro diariamente em direcção a ti.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D